A Estratégia como Problema Capcioso

Postado por admin em janeiro 14th, 2009

xaxa

Vivemos num mundo cada vez mais complexo, dinâmico e competitivo, onde é comum à empresa  ter que solucionar questões cada vez mais intratáveis em termos de estratégia. Um problema desses não é só difícil ou persistente: é capcioso e este tem inúmeras causas, muda sem parar e não possui resposta correta.

 

Bom, mas afinal o que é um problema capcioso?

 

Como diria Jack, vamos por partes:

 

  • Em geral um problema capcioso surge quando a empresa enfrenta mudanças constantes ou desafios sem precedentes;
  • Dentro de um contexto social;
  • Envolve muitas partes, cada qual com valores e prioridades distintas;
  • As raízes do problema são complexas e entrelaçadas;
  • É difícil decifrar o problema que muda cada vez que se tenta solucioná-lo
  • Desafio não tem precedente;
  • Não há nada que indique resposta certa para o problema.

 

 

Conheça as 10 propriedades de um problema capcioso:

 

- Problema capcioso não tem formulação definitiva;

 

- Não há ponto final no problema capcioso;

 

- Soluções para problemas capciosos não são certas ou erradas, mas boas ou más;

 

- Não há um teste imediato nem um teste supremo de uma solução para um problema capcioso

 

- Toda solução para um problema capcioso é uma aposta única; já que como aprender por tentativas e erros;

 

- Problemas capciosos não têm um conjunto de potenciais soluções  que possam ser exaustivamente descritas; também pouco há um conjunto bem descrito de operações factíveis que possam ser incorporadas ao plano;

 

- Todo problema capcioso é basicamente único

 

- Todo problema capcioso pode ser considerado um sintoma de outro problema

 

- A existência de uma discrepância que representa um problema capcioso pode ser explicada de diversas maneiras

 

- Planejador não tem direito de errar.

 

Agora que você leu a explicação acima deve estar se perguntando:

Então, como vou resolver um problema capcioso numa empresa?

Apesar dos inúmeros esforços e recursos das empresas para antever as mudanças e buscar  soluções para os problemas estratégicos, ainda hoje elas não conseguem prever todos os contratempos para uma rápida mudança na estratégia.

 

Ao ignorar as complicações que surgem durante o processo e a incapacidade de criar novos modelos, tornam cada vez mais difíceis a resoluções dos problemas, muitas vezes decorrentes da falta de criatividade e inovação na hora de solucioná-los.

 

Agora que você já sabe que um problema capcioso não pode ser resolvido, deve querer saber como domá-lo, certo?

Para ajudar a enfrentar esse tipo de problema alguns cuidados devem ser tomados na hora de se planejar e mesmo não tendo uma receita infalível algumas práticas ajudam a lidar melhor com eles.

 

Como por exemplo:

 

  • Envolva todas as partes, registre opiniões e promova a comunicação – Quanto maior o número de pessoas comprometidas na busca da solução do problema melhor. Crie uma causa, onde todos os envolvidos possam participar, estimule a criatividade, fortaleça a comunicação e acabe com qualquer ruído.

 

  • Defina a identidade da empresa, nessa hora nada mais importante do que fortalecer os valores da empresa.

 

  • Não fique só analisando e coloque a mão na massa porque é preciso agir!!!

 

  • Adote uma orientação “feedforward” – Aprenda a prever o futuro.

 

  • Explore e monitore as premissas por trás das suas estratégias.

 

  • Pense e vislumbre futuros possíveis, buscando identificar medidas que promovam o cenário que a empresa deseja ver materializado no futuro.

  

Acima citamos algumas dicas para lhe ajudar a enfrentar  um  problema capcioso, mas como já dizia Peter Drucker:

“A melhor maneira de prever o futuro é construí-lo”

 

                            Fonte: Texto baseado no artigo de John C. Camillus 

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta